O que acontece entre o primeiro contato e o pedido?

Trabalhar em vendas é participar de uma cadeia produtiva, a matéria prima é a informação e o produto final o pedido.
Assim como em uma linha de produção de uma fábrica, o processo de vendas depende dos insumos que são as informações, que por sua vez vem do estudo de mercado, Marketing, para saber onde e como encontrar potenciais clientes. Tem os processos para transformação primária, que podemos dizer a qualificação onde o cadastro do potencial cliente ganha mais informação, e neste ponto inicia o relacionamento através dos e-mails, ligações e visitas para apresentação do produto ou serviço.
Podemos pensar na montagem do processo de orçamento ou proposta, caminhando até a negociação e finalizando com o pedido formalizado pelo cliente, ou contrato assinado, como um fluxo lógico de ações repetitivas, e assim sendo, a cada vez podemos fazer mais rápido e com menos custo operacional.
A indústria moderna, e estamos falando do pós guerra 1950, entendeu que não bastava produzir de qualquer forma era preciso garantir a qualidade de cada etapa do processo produtivo, para entregar o produto dentro da conformidade ou sem defeitos. A garantia da qualidade fracionada em cada etapa do processo de fabricação permitiu maior velocidade de ação para correção de eventuais problemas, ao contrário da inspeção total no final do processo. Para os “industriais” o entendimento da normatização dos processos com a ISO 9000, década de 80, gerou grande impacto no custo da produção, na margem de lucro e na conquista de clientes pela qualidade do produto entregue.
Compreender a aplicação do CRM no processo de vendas, e implementar a filosofia de fracionar os pontos de controle da qualidade para poder corrigir rapidamente qualquer erro ou gargalo de processo, não há diferença entre a transformação do aço e da informação, ambos dependem de processos e assim sendo necessitam de pontos de controle para garantir a qualidade e evitar o prejuízo.
Da mesma forma que a ISO 9000 não ensina como fabricar, o Simple Pack CRM não ensina a vender. Ambos estão no meio do caminho, no processo, existem para centralizar, organizar e automatizar processos para garantir a qualidade e repetitibidade assertiva em cada etapa dos processos.
O item mais caro em vendas é a informação, captar os dados em cada momento do relacionamento com o mercado, centralizar e automatizar o processamento das informações para poder tomar decisões mais precisas e assertivas.
Termino com um breve dito comercial “o lucro não está na venda, mas sim na compra”, o mercado dita o preço de venda a lucro está no processo de produção.