Turnover em vendas…

Iniciei este ano fazendo um rápido contato com todas as pessoas com quem conversei no ano passado. Para minha surpresa recebi respostas de e-mails válidos e de desligamento de equipe, apenas para ter uma ideia do universo que eu estou me referindo, entre 680 profissionais da área comercial da minha base de potenciais, pessoas com quem passei o ano conversando sobre CRM, 250 foram desligados.

Este é um artigo nada apetitoso de se escrever, mas traz uma constatação da dura realidade que a área comercial vive, toda vez que os resultados não são atingidos no fechamento do mês temos a troca de pessoas.

Ainda dentro do ponto, o prejuízo é par ao profissional que é desligado e maior para a empresa que perde todo o investimento em treinamento, construção de relacionamento com os clientes, mapeamento de potenciais, estruturação de rotinas de trabalho, e para alinhavar o cenário de perdas, quando não há um CRM, tudo que estava sendo trabalhado nas proposta é perdido.

Seguindo a estatística, destas 250 pessoas que foram desligadas, 191 tinham associadas propostas para implementação do Simple Pack CRM. Olhando no histórico pude constatar a quantidade de ligações e e-mails que trocamos, me chamou a atenção que na maioria absoluta das mensagens consta o registro de respostas como; “estou sem tempo para tratar o assunto”, “não e prioridade neste momento” e o mais utilizado “Não precisamos de sistema…”

Muito distante tentar justificar o desligamento das pessoas de seus cargos com a não compra do Simple Pack CRM, chego à conclusão que a não ação em automatizar e organizar os processos da área comercial acabaram gerando os resultados acima.

Vivemos a era da informação, este jargão está sendo trabalhado à exaustão nos últimos dez anos em blogs, artigos de revistas e jornais, toda mídia trabalha insistentemente o assunto, contudo, o trabalho braçal diário em “tentar bater a meta de vendas” tira a visão da necessidade de se modernizar, organizar automatizar os processos da área de vendas.

Apenas talento, bom humor, velocidade de raciocínio e memória já não são mais atributos para ser competitivo na área comercial. É preciso o apoio de ferramentas que organizam e automatizam o trabalho manual para que o talento de vender possa ser utilizado na geração de resultados.

Segundo a teoria da evolução; sobreviverá quem se adaptar mais rápido!

O cachorro e a roda do carro

Início este artigo pois estou me sentindo como o cachorro que conseguiu pegar a roda do carro !

Para as pessoas que acompanham minhas postagens, ao longo deste ano, e o crescimento do número de contatos que tenho alcançado aqui no Linkedin, este artigo faz todo o sentido.

No início deste ano de 2016, colocamos como meta prospectar e qualificar dez mil contatos trabalhando aqui no Linkedin, neste mês de novembro atingimos a marca de 18700 contatos, qualificados e ativos.

O trabalho realizado superou a meta, ainda temos uma grande chance de alcançar a marca de 20 mil contatos.

Neste ponto, provavelmente, você deve fazer a seguinte pergunta:

 

” Ok mas e daí, o que vocês vão fazer com todos estes contatos?”

 

Por imaginar esta pergunta fiquei com a sensação de ser o “cachorro que pegou a roda do carro”, e preciso dividir a informação  do que vamos  fazer agora com “esta roda”.

Utilizando o Simple Pack, todos os contatos que tivemos o prazer de fazer receberam uma breve mensagem com a apresentação do nosso trabalho, um convite para conhecer mais sobre nossa empresa  e provocamos a abrir o diálogo sobre “forma e método” que as empresas estão trabalhando para administrar o fluxo de vendas.

Dentro do Simple Pack temos uma automação padrão, que simplifica nosso trabalho para enviar e administrar as mensagens, até que este momento foram 18752 e destas 12601 responderam. Para todas respostas encaminhamos o desdobramento da apresentação, questionando se a empresa tinha alguma ferramenta para organizar e automatizar as informações da área de vendas.

Dentro destas interações tivemos as pessoas que direcionaram para o responsável da área comercial, outras encaminharam para o responsável de TI, outros direcionaram o assunto para ser tratado com a matriz no exterior e em alguns casos pediram proposta.

Orgulhosamente atingimos a marca de 3404 propostas emitidas, até hoje, apenas no ano de 2016. Para sorte e felicidade do nosso gerente comercial, todos os indicadores de evolução das propostas em andamento do relacionamento dos vendedores, com os novos potenciais geram automaticamente os relatórios de vendas.

Convido-o hipotético leitor a fazer um teste, encaminhe um convite para o meu perfil no Linkedin ou acesse nosso website e se cadastre em um dos formulários dentro da navegação,  tenho certeza que será uma grata surpresa.

Para recuperar a economia do nosso combalido país precisamos ser profissionais extremamente eficientes no exercício da arte de vender e administrar nossas carteiras de vendas para retomar a prosperidade.

Peixe grande

Este é um texto sobre qualificação de potenciais clientes:

Essa semana recebemos a solicitação de orçamento para prestação de serviços de CRM de uma empresa “muito grande”.
Após ler o formulário de cadastro e demanda a ser contratada, conclui que o serviço que a empresa precisava não estava dentro da proposta e da estrutura que nos propomos em prestar.
Essa passagem me fez lembrar de uma pescaria que fui fazer com um colega. Fomos até um lago tipo Pesque e Pague, montamos nosso equipamento de pesca e lançamos as linhas “pra dentro da água”, com o tempo os peixes começaram a morder e começou a diversão, num determinado momento o colega sentiu uma fisgada muito forte na linha, sua varinha vergou demonstrando que o peixe era enorme, então começou a luta para tirar o peixe dágua. Puxa daqui, toma linha de lá, a briga se estendeu por mais de 30 minutos e no final o peixe venceu,  a linha não aguentou o trabalho e estourou.
A briga levou mais do que meio carretel de linha do meu colega, apesar da euforia no momento de briga com o peixe, no final ele perdeu a linha e comprometeu o restante do dia de pesca pois a varinha e o molinete também foram danificados com na disputa com o peixe.
Voltando para a cotação de preço desta semana, uma das coisas que mais cuido aqui na empresa é a qualificação dos clientes, compreender que nem todas as empresas têm tamanho, ou perfil, para comprar o que ofereço, ajuda a dar atenção ao público principal e sempre conseguir fechar uma venda bem feita. As vezes a empresa que nos assedia é grande demais para nossa estrutura e ou capacidade produtiva, é preciso ter serenidade e maturidade para avaliar com cuidado o que está sendo pedido e não desperdiçar o tempo do cliente, e nossos recursos, correndo atrás de um pedido que, talvez, não conseguiremos entregar.
Quantas vezes o vendedor fica eufórico porque foi assediado, ou teve a oportunidade de falar com uma empresa muito grande no seu dia a dia. É preciso ter cuidado com o “Canto da Sereia” e não desperdiçar recurso e dinheiro correndo atrás de pedidos que estão fora do escopo de trabalho e ou capacidade produtiva da nossa empresa.
A solicitação de cotação demonstra que estamos no caminho correto, ainda precisamos nos adequar a este tamanho de cliente, assim como na pesca, na vez seguinte levamos equipamento apropriado para o tamanho dos peixes do lago, na próxima estaremos preparados com estrutura adequada para atender.
Maturidade é saber dizer não, e se preparar para a próxima oportunidade.

ERP não é CRM

Apresentando o simple | pack CRM, tenho encontrado frequentemente a seguinte afirmação:

” … já temos sistema”

Conversando um pouco mais descubro, que na verdade, a empresa possui um ERP para fazer a gestão dos pedidos, e em alguns casos a emissão de propostas ou orçamentos.

De maneira bastante simplificada destaco, o ERP é uma ferramenta de gestão de dinheiro, patrimônio, escrituração contábil e fiscal, estoque e centro de custo, em suma, para registro da movimentação financeira da empresa.

O simple | pack CRM é uma ferramenta de administração das informações e processos “antes do pedido”, formaliza, centraliza as informações, automatiza processos e facilita a extração de relatórios que demonstram o “quanto vamos faturar este mês”

Ter o simple | pack CRM na empresa ajuda na organização das informações, e você pode perguntar “e daí?”, e te respondo com a prática do dia a dia, saber quantos novos potenciais clientes foram contatados hoje, quantas ligações, reuniões, propostas foram emitidas, estágio destas propostas, a montagem do funil de vendas, ter os indicadores de performance de cadas vendedor, a visão do perfil de potencial cliente que fecha pedido e o que não tem perfil para comprar com a empresa, todas estas informações são fundamentais para responder a segunda pergunta mais importante para qualquer empresa; “qual o custo da venda?”

Para o ERP todos estes dados não são relevantes, pois, a única informação que importa é o número do pedido e o número da NF emitida para poder planejar o fluxo de caixa.

Toda empresa precisa de três pontos de apoio para poder prosperar, vendas, administração e produção.

Não importa se a empresa é de serviços, indústria ou comércio, todas dependem dos três pontos de apoio para existir. Quando a empresa tem o ERP utiliza um ponto de apoio, em alguns casos se estende para a produção (MRP), controlando os centros de custo, disparando ordens de compra e produção, controlando o estoque, registrando a movimentação financeira, todos processos fundamentais, depois que o pedido foi fechado.

O simple | pack CRM registra e administra as atividades antes do pedido, permite compreender o que funciona nos processos e o que não funciona, qualificar potenciais clientes, direcionar recursos para os processos e canais de vendas que dão resultados, para encerrar este artigo gostaria de perguntar:

Você tem controle sobre todas as atividades da área comercial ?

Convido a assistir a demonstração da ferramenta, tenho certeza que terá uma surpresa de como é simples e prática a gestão e administração comercial com nosso produto.

Obrigado pela leitura.

Por que preciso de um CRM?

Nos primeiros meses de vida da empresa, os clientes são escasso. Normalmente os proprietários e quem cuidam do atendimento, sabem os nomes dos clientes um a um, lembram tudo sobre a ultima reunião, os problemas discutidos e o que foi combinado.

Esta qualidade e atenção de atendimento gera frutos e a empresa começa a crescer. A partir deste ponto e preciso contratar mais pessoas para conseguir atender a demanda . A memoria da empresa passa a a ser a memoria da equipe e os detalhes começam a se perder, cada um utilizando um método e recurso de armazenamento da informação, sem integração e sem padrão.

Sem a atenção especial que os clientes tinham quando o dono atendia, os problemas de relacionamento comercial começam a surgir em escala, quanto mais pessoas no processo mais problemas surgem.

O simple pack CRM centraliza e organiza as informações, padronizando o atendimento pelo topo, mantendo o registro de tudo que e importante para a empresa, as informações de seus clientes.

Assista a apresentação da ferramenta funcionando clicando aqui

Informação é poder

Poder e riqueza tem uma única fonte, a informação.

Quem tem a informação a seu serviço alcança resultados, conduz equipes e constrói riqueza.
O primeiro desafio para todos os empresários, e gestores da área comercial, é ter informação de confiança em tempo real. Por mais que se esforcem utilizando e-mail e planilhas para trabalhar apenas estão juntando, de forma ilusória, massa de registros que não se convertem em dados para tomada de decisão.

Uma vez conversando com um sujeito sobre informação ele fez uma alusão bastante interessante sobre a possibilidade de ganhar na loteria e comprar uma biblioteca, a posse dos livros não o tornaria o mais inteligente, contudo o sistema de organização da informação o ajudariam a encontrar rapidamente qualquer assunto que precisasse.

Escrevi alguns artigos como a seguinte pergunta:

“Quando vamos faturar este mês ?”

A resposta bastante simples, já a construção desta resposta sem o apoio de um método de trabalho e organização das informações dificulta e atrasa a resposta.

Se você tiver tempo pare e faça uma breve e rápida análise sobre os dados e informações que você tem a mão neste momento sobre a sua área comercial.

– Quantos vendedores você tem trabalhando nesse momento.
– Com quantas pessoas esta equipe fala todos os dias.
– Quantas propostas são emitidas por dia.
– Quanto custa cada venda fechada
– Quanto tempo demora para você Efetuar uma venda

Todas as perguntas vão te mostrar a importância deter informação organizada centralizada e com acesso rápido para a tomada de decisão.

Neste ponto adentramos no assunto “informatizar” que frequente mente é associado à computadores, bancos de dados, programação e navegação por rede.

Ao longo das última três décadas tenho acompanhado a evolução das ferramentas de processamento de dados, armazenamento e comunicação e o que é mais interessante é que o foco sobre a palavra ferramenta perdeu-se ao longo do tempo. Não quero aqui marcar posição contra ou a favor, apenas aponto a curiosidade sobre a questão, e ainda nesta linha lembro quando programadores e administradores de banco de dados eram profissionais escaços e altamente dispudatos.

Hoje, a revolução da conectividade permite a qualquer pessoa com um smartphone ter acesso a informação que qualquer região do planeta, é quase como se a “humanidade ganhasse na loteria e comprasse uma biblioteca”, partindo do algorítimo do google é possível localizar praticamente qualquer assunto na rede. Uma pergunta simples pode trazer centenas de milhares de tópicos com textos que contenham os caracteres digidados na tal pergunta.

Bem, mas voltando ao foco sobre informação e riqueza, o desafio dentro das empresas vai além de captar dados, entulhando com Gigabites de informação as caixas de entrada dos e-mails. O estudo da informação começa com o registro ou formalização do que já está funcionando, partindo deste aí sim automatizar e processar as informações utilizando as ferramentas da computação.

A moda neste momento é o processamento em nuvem, um novo nome para os antigos Main Frames que apoiavam e processavam as solicitações dos terminais conectados por rede Novel.

Gostaria de sugerir ao pseudo leitor a meditação sobre as palavras “informática” e “digital”, a primeira representa o estudo da informação e a segunda é acompanhada pelo dedo, mão, braço, pescoço e cérebro. O dia passa de forma tão apressada, nos esforçamos tanto para ter velocidade que ao conseguir perdemos os detalhes, o que tinha propósito de auxiliar acaba tornando-se um fardo, mais atrapalhando do que ajudando.

Para ter a informação e o poder é preciso antes ter organização e disciplina para manter “a biblioteca organizada” assim sempre que precisar a informação estará ao alcance.

CRM Magazine

A CRM Magazine é uma fonte de informação para supervisores, gerentes e diretores comerciais, profissionais que lideram e precisam de informação para tomar decisões.
Mais que um blog de tecnologia aqui o você encontrará conteúdo sobre o dia a dia da área comercial, conversaremos sobre estratégia, táticas, indicadores, procedimentos práticos, ferramenta, tecnologia, treinamento e formalização para conseguir alcançar metas e expandir a atuação comercial da empresa.

Claro que falamos sobre nosso produto, o simple | pack, e como sua utilização aprimora e facilita a vida do administrador de vendas.

Sejam todos bem vindos!

https://youtu.be/oXlFEygMQ5A

Todo mundo é Cliente?

Você já conversou com um vendedor, de qualquer produto ou mercado, de qualquer idade ou região é unânime na fala do vendedor “todo mundo é cliente”.
Se você olhar para ele e desejar “bom dia” ele o considerará com cliente, pediu uma informação, vira cliente, sentou na cadeira ao lado, é cliente, está esperando um taxi e olhou para ele com cara de “pois é”, vira cliente.

 

Cliente é quem compra

 

Pode parecer exagero mas garanto que não é, todo dia converso com vendedores nas empresas onde implantamos CRM e é sempre o mesmo papo, todo mundo é cliente. Não importa se a empresa fechou, se o comprador saiu, se mudou de endereço, foi comprada ou mudou de segmento, há uma visão cristalizada juntando todos os cadastros em um grande bolo que ilusoriamente é tratado como carteira de vendas.
Quer outro exemplo, basta puxar o relatório de clientes que estão cadastrados no ERP facilmente encontraremos milhares de registros, ao filtrar pelos que compraram nos últimos 6 meses dificilmente passará de 15% do total, ledo engano 30% pode comemorar.
Você sabe quanto de coragem é preciso juntar para dizer que nem todo o mundo é seu cliente?
Não é necessário muita coragem não, basta ter uma base de dados qualificada, simples assim, se você souber quem são os melhores clientes que sempre compram, pagam em dia e o melhor onde estão, fica muito fácil.

 

Em uma implantação…

 

2002, trabalhava em uma empresa de desenvolvimento de ERP via Internet, uma das primeiras, o desafio era conquistar clientes que confiassem em digitar seus dados em um software na internet, a pesar do sistema ter certificação digital igual a dos bancos, ter um contrato muito bem estruturado protegendo as informações do cliente, o código civil como uma guilhotina com as regras e responsabilidades sobre o sigilo da informação as vendas não decolavam.
Para que o sistema funcionasse plenamente era preciso que um contador acompanhasse e assinasse o movimento fiscal e contábil, balanço e balancete, como é hoje a diferença é que a ferramenta coletava os dados, organizava e formatava todos os registros do movimento. Bem, resumindo a história montamos um treinamento para ensinar os contadores a vender seu serviço, durante a apresentação mostrávamos como mapear uma região, organizar segmento de empresa, avaliar tamanho, estratégia para abortar os empresários, como apresentar a proposta de serviço e como fechar pedido.
Em 3 meses de trabalho formamos 3000 contabilistas na técnica presentada, desde o primeiro treinamento todos recebiam uma licença de acesso à ferramenta, e o convite para um segundo treinamento para aprender a utilizar o software, no final do trabalho cada contador trazia 15 clientes para utilizar nosso produto e em apenas um trimestre saímos de parcas 250 licenças de uso para 50 mil usuários, alavancando exponencialmente o faturamento da empresa.
Não tem segredo algum e nem mágica, ao escolher um segmento e definir quem era o cliente, os contabilistas, oferecemos a ferramenta, treinamos e deixamos que cada um visse o benefício em ter nosso ERP como plataforma de trabalho.
O curioso é que não precisávamos mais fazer propaganda para trazer empresas para usar o ERP, os contadores faziam a venda ja que a ferramenta permitia que eles atendessem muito mais empresas com menos esforço.
A pesar de ter mais de 50 mil usuários nossos clientes era pouco mais de 3500 contadores, apenas no estado de São Paulo, em contabilidades com acesso à internet (lembre-se que isso foi em 2002).
Não é preciso coragem apenas informação !

O vendedor jurássico

Você acredita que nos dias de hoje ainda existam vendedores que segurou a informação em agendas de papel e machos de cartões de visitas achando que esta montoeira de papel ainda chama-se carteira de vendas.
Atualmente qualquer garoto 13 anos ou menos consegue fazer amigos em qualquer parte do planeta eles se encontram através das redes sociais jogos e eventos com a campos party,
Criou-se relacionamentos de velocidade muito superior a qualquer carro ou aparelho telefônico, a força velocidade das redes sociais de promover o surgimento dos fenômenos de vendas tendências de mercados.
Não é novidade profissionais resistindo à mudança, na década de 90 o brasil experimentou o salto de tecnologia engenharia civil elétrica e mecânica com a chegada dos programas de CAD, fiz muitas palestras apresentando as ferramentas sempre ouvir a seguinte afirmação:
“Isto é apenas um brinquedo jamais irá substituir a prancheta”
Em menos de uma década podemos ver a extinção da prancheta e de três níveis profissionais da engenharia, não existe mais o desenhista copista desenhista detalhista e o desenhista projetista, com as novas ferramentas de desenho em 3d único profissional é capaz de produzir sozinho e em menos tempo muito mais informação do que uma equipe com 5 pessoas, o nível de erros em projeto está muito próximo pois o profissional de CAD consegue simular realidade virtual o que será feito na prática, e com isto morre o profissional conferência de projeto.
Neste ponto você deve estar se perguntando mas por que raios engenharia tem a ver com o departamento de vendas ou com o vendedor, e eu te respondo tudo a história serve para nos mostrar o caminho a diante, muito em breve as reuniões acontecerem pela internet através dos smartphones cada vez mais conectados em um único dia é possível realizar dezenas de reuniões de vendas emitir propostas negociar fechar pedidos.
A boa e velha visita para tomar um café deixará de existir então pergunto a você consegue imaginar como sobreviver em um mundo trabalhar na velocidade da internet?
Assim como os profissionais da engenharia em breve veremos o fenômeno acontecer na área de vendas o CRM a ferramenta de promoção de mudanças. Quem sobreviver verá.

Ontem já foi

O gestor comercial moderno tem bastante claro que ” nada do que foi será “, a forma de venda onde o vendedor anotava tudo numa agenda de papel está tão ultrapassado quanto o trabalho com arquivo de e-mails em caixas de mensagem que acumulam gigabites de informação desconexa e desatualizada.
Vender em equipe exige o trabalho de equipe, o perfil de estrela solitária que resolve tudo no peito no final do mês para bater a meta de vendas, não se sustenta mais.
Os custos com ferramentas de e-mail, celular, telefones e estrutura de TI para manter as máquinas funcionando, limpas de vírus, com backup e organização para arquivar os documentos gerados.
Ser competitivo é ter informação, velocidade de decisão e ação, o gestor de vendas que resiste ao novo está fadado a ser ultrapassado, as novas gerações que estão chegando ao mercado vem conectadas com todas as fontes de comunicação disponíveis, para eles não há fronteiras, o tempo parece não passar e a quantidade de dados e tarefas é superior a tudo que a geração anterior pode imaginar.
Então o que nos resta além da aposentadoria?
Para os inteligentes e de mente aberta existe um universo de possibilidades, os jovens que aí estão buscando espaço, a pesar de todo recurso disponível, precisam de orientação e somente a experiência de quem já viveu pode apontar o caminho.
A mudança é inevitável, pense nisso.

O melhor vendedor do mundo

Ele se veste sempre de forma alinhada, cabelo sempre cuidado, usa canetas estilozas e sempres está como cartão de visita à mão. Domina a arte de falar em público, sabe de cor e salteado as características e vantagens do que está vendendo, rápido nos cálculos e implacável para superar uma objeção, sabe quem são e onde estão os concorrentes, conhece cada cliente pelo nome, sabe quando e quanto cada um compra, nunca esquece de ligar para cumprimentar por uma data importante, quando um contato sai da empresa e vai para outra ele acompanha o amigo cliente e se apresenta para o novo comprador para dar continuidade nas tratativas de negócios. Na parte burocrática nunca atrasa um envio de proposta registra todas as alterações durante a negociação, mantém arquivado e organizados todos os emails, atas de reunião e anotações de ligações, o funil de vendas nunca falha e ao ser questionado quanto irá vender este mes a resposta é precisa e imediata, não precisa perder tempo com reuniões demoradas, e no final do mês sua atenção está na conclusão do fechamento dos pedidos e no início de mais um ciclo de vendas, sua carteira cresce de forma metódica e a prosperidade o acompanha por onde vai. O passe deste super vendedor está a venda, seu nome é CRM, seus planos são de trabalhar para sua empresa até o fim dos tempos.

DRI passa a ser “Elite Partner” da SugarCRM | Computerworld

DRI passa a ser “Elite Partner” da SugarCRM

As duas empresas mantêm a parceria desde 2005, e a DRI tem mais de 250 projectos baseados na tecnologia do fabricante, implantados no mundo inteiro.

A DRI alcançou o estatuto de “Elite Partner”, o grau mais elevado no programa de canal da SugarCRM. O reconhecimento é feito “a parceiros que forneçam serviços de consultoria, implementação, formação e desenvolvimento de grande escala, e que demonstrem resultados acima da média”, explica um comunicado da DRI.

“Estamos muito entusiasmados por nos juntarmos ao grupo restrito de SugarCRM Elite Partners, especialmente no ano que marca o décimo aniversário da nossa parceria”, comenta Diogo Rebelo, CEO da DRI. Esta  é parceira da SugarCRM desde 2005  e tem mais de 250 projectos baseados na tecnologia daquele fornecedor, implantados no mundo inteiro.

A visão da DRI vai além do CRM, a das plataformas Internet, ou de automatização de marketing, entre outras.

 

Adaptação da matéria de Computer World, versão original em:
http://www.computerworld.com.pt/2015/02/12/dri-passa-a-ser-elite-partner-da-sugarcrm/

O terrível XLS vs CRM

Caminhamos para a cultura do CRM, a novidade do momento é vista como um programa de computador que traz em si a solução para aumentar as vendas.

Este não é um texto de comparação entre telas, botões e funções, abaixo conversaremos sobre pessoa e equipe.

Como todas as novidades a visão não é clara, pois CRM é na verdade um método de trabalho para a administração comercial das empresas, por ser entendido neste momento como software a comparação com o uso das planilhas e inevitável. A planilha eletrônica também passou por este processo, havia uma desconfiança dos profissionais, não eram claras as aplicações, mas com o tempo os profissionais foram aprendendo a trabalhar com a ferramenta, desenvolvendo técnicas de aplicação para o dia a dia e agora, como antes, precisam aprender a trabalhar com um programa de computador novo.
É natural a recusa à mudança, depois te tanto investimento em aprendizado, horas e mais horas pesquisando como trabalhar com as fórmulas e células temos que abandonar a velha escola e reaprender.
O ponto mais contundente da mudança não está na operação do programa de computador, mas sim no aprendizado do trabalho em equipe, os profissionais tem que se aprender a trabalhar junto, entender que as informações que ele coloca na tela do computador será utilizada por todos seus colegas e que ele também depende destas informações, trata-se de CONFIANÇA.
Na planilha cada um trabalha do seu modo sem se importar com o outro, organiza as pastas, fórmulas, formatação à sua maneira não há a necessidade de perguntar para o colega se ele concorda ou não com o método ou formato, é a imersão na individualidade.
Nas empresas de ponta os profissionais tem bem claro a importância e responsabilidade do seu trabalho no fluxo da empresa, que o seu sucesso depende do sucesso do todo, pro isso trabalha bem em equipe e há muito utiliza ferramentas e técnicas como ERP, CRM e BPO.

Coisas terríveis acontecem quando você não vende

Você está procurando explicação porque as vendas estão em baixa porque o mercado está tão parado porque ser tão difícil vender. Este e-book pode ajudá-lo.

Como achar o problema?

Vender é técnica aliada à informação, o sucesso dos grandes vendedores está associado diretamente a qualidade das informações com que trabalham. O primeiro passo para achar o problema é verificar a qualidade da informação o que você tem a sua disposição para contatar ou encontrar seus clientes.

A informação sempre perto de você

Acessar a informação de forma rápida e segura é indispensável para o sucesso em vendas. Poder contar com equipamentos leves e práticos corno smartphone e tablet valendo-se dos acessos e recursos de conexão 3g, 4g e WiFi compartilhando informações com as pessoas da sua equipe para tomada de decisões e troca ou acompanhamento de tarefas.

Não se perder com o volume de informação

Ter rapidamente todas as informações sobre ligações, reuniões, propostas todas organizadas e em um único lugar, facilita o relacionamento e negociação com o cliente.
O registro das ligações feitas, recebidas, o que foi tratado.
As reuniões e tarefas realizadas, todo histórico acessível e organizado.

Crescer

Qual o tipo de cliente você procura, quanto tempo demora entre o primeiro contato e o pedido fechado, o que deu certo e o que não deu para o fechamento do pedido, todos estes dados organizados e com qualidade, permitem a tomada de decisão do que, como e quando fazer. Também permite padronizar o formato de trabalho da equipe sempre pelo processo e formato que funciona melhor.

Investir ou assumir um custo

É inegável a consolidação das ferramentas de código aberto entre as empresas de médio e pequeno porte, a facilidade de poder mudar a ferramenta e a liberdade de poder disponibilizar a solução para quantos usuários for necessário sem aumentar o custo mostra por sí a razão para trocar softwares que cobram licença por usuário pelas soluções de código aberto.

CRM tudo que você precisa

Da mesma maneira que entendemos a importância de ter um ERP para o controla fiscal e financeiro da empresa, faz-se necessário o CRM para medir, armazenar e organizar todas as informações das ações da área comercial e o relacionamento com o cliente.
Emails, propostas, agenda, contatos, ligações e tudo relacionado com o cliente ao alcance de um clique.

O simples e o óbvio

Normalmente o simples e o óbvio são deixados de lado, o que é evidente para todos ninguém dá importância, o complicado e difícil brilham mais sob os holofotes.

O problema no glamour é o preço, geralmente muito mais caro.

Conversando com o gerente comercial, um novo cliente onde estamos iniciando a implantação do Sugar CRM CE, ele confidenciou o motivo da escolha, antes a empresa estava frágil por não ter a menor ideia do que e sua equipe produzia ou realizava no dia a dia.

Esta situação na verdade é bastante comum, pois o único indicador confiável para acompanhar os resultados da equipe é o relatório de pedidos fechados, normalmente fornecidos pelo ERP no fim do mês.

Conforme as palavras do amigo, “é como dirigir um caminhão olhando apenas para retrovisor sem ver a estrada adiante.”

A animação tomou conta do gerente quando paramos de falar sobre software e começamos a falar sobre indicadores de vendas, o que empolgou meu novo amigo foram dos indicadores bastante simples, como a quantidade de visitas feitas por dia e a quantidade de propostas emitidas por cada vendedor.

Simples e óbvio, sem esses dois números e não da para planejar nada, nenhuma ação de ajuste ou correção do foco do trabalho dos vendedores ou se quer fazer uma previsão e faturamento.

Óbvio CRM quer dizer gerenciar o relacionamento com o cliente, gerenciar é tomar decisões sobre informações e números organizados e confiáveis.

Pergunto, porquê investir em um CRM?

Óbvio.

GM Colombia

GM Colombia is the leading automobile company in the country of Colombia. With over 50 years of industry experience, GM has maintained its market-leading status and currently holds 33.9 percent market share. To maintain and continue its leading status, GM is committed to providing the Colombian public with the highest quality in vehicles, parts, designs, performance and features.

Website: 

GM Colombia

Tamanho da empresa: 

50-99

Versão Sugar aplicada: 

Sugar Community Edition

Aplicação: 

Pós vendas

Gerencimento de informação

Automação de Marketing

Relatórios

Automação de Vendas

Fonte:

http://www.sugarcrm.com/customer/gm-colombia